F.U.D.O.S.I



Federação Universal de Ordens e Sociedades Iniciáticas

"Em Junho de 1908, sob a inspiração do Grão Mestre Gerard Encausse (Papus), com o auxilio do Grão Mestre Victor Blanchard, se organizou em Paris, um Congresso Espiritualista com o fim de reunir num foro comum, os representantes de distintas Tradições Iniciáticas (FUDOSI).

Papus era então Grão Mestre da Ordem Martinista, e tinha altos cargos em muitas outras organizações Iniciáticas de tradições Rosacruzes, Martinistas, Maçônicas, Iluministas, etc. Este Congresso Espiritualista contou com Paul Veux como Secretario, e ao Monsieur Chacornac como Tesoureiro.

O Congresso se levou a cabo durante as semanas de 7 à 19 de Junho de 1908 no "Palácio das Sociedades Sabias", no nº 8 da rua Danton. Distintas publicações esotéricas, tais como "O Véu de Isis", o "Periódico do Magnetismo", e "A Iniciação" se dedicaram a chamar a atenção sobre a idéia primordial deste Congresso, que era o de reunir pela primeira vez as Ordens Iniciáticas que, mesmo diferindo em suas técnicas, coincidiam na elevação da alma do ser humano.

Este Congresso reuniu a Ordem Martinista, a Ordem Cabalística da Rosa Cruz, o Rito Maçônico de Misraim e outras fraternidades, constituindo um Secretariado na cidade de París. Lamentavelmente, este Secretariado não pode funcionar por muito tempo, devido a Primeira Guerra Mundial de 1914. Pior ainda, o motor e líder do Secretariado, o Grande Mestre Papus, falecia em 1916 devido a tuberculoses que o atacou no campo de batalha.

APÓS A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

Logo depois da morte de Papus, o Grande Mestre Victor Blanchard tentou manter aquilo que havia sido começado. Para isso ele se colocou em contato com Emille Dantinne (Sar Hieronymus), que era o Imperador da Ordem Rosacruz da Europa, e lhe propos o estabelecimento de uma associação mundial de todas as organizações de caráter espiritual e iniciático. Desta maneira, largas negociações se realizaram entre os anos 1930 e 1934 entre os dignitários de diversas Ordens e Fraternidades, entre outras, com o responsável da Ordem Rosacruz da América do Norte, o Dr Harvey Spencer Lewis (Sar Alden), quem sugeriu no transcurso de uma viajem a Europa, a criação de um corpo organizativo que defenderia as sociedades místicas reconhecidas como autênticas.

Em 11 de janeiro de 1933, o Grande Mestre Jean Mallinger, aconselhado pelo Grande Mestre Francois Wittemans, escreveu ao Imperador H. Spencer Lewis da AMORC: "Nos sentimos muito honrados de poder afiliar-nos à eminente Ordem Rosacruz, da qual você é o chefe e o Guia...Nos sentiremos muito honrados de poder colaborar com as atividades da AMORC.

Sob a liderança de Sar Hieronymus se organizou um Congresso na cidade de Bruxelas, Bélgica, durante a semana de 8 a 17 de Agosto de 1934. As catorze ordens e sociedades representadas foram as seguintes:

1) Ordem Da Rosa+Cruz Universal
2) Ordem Da Rosa+Cruz Universitaria
3) Ordem Pytagórica
4) Ordem Martinista E Synárquica
5) Ordem Rosacruz A.M.O.R.C.
6) Tradicional Ordem Martinista
7) Igreja Gnóstica Universal
8) Sociedade De Estudios e Investigações Templárias
9) Ordem Kabalística Da Rosa+Cruz
10) Ordem De Estudos Martinistas
11) União Synárquica Da Polonia
12) Ordem Da Milicia Crucífera Evangélica
13) Sociedade Alquímica De França
14) Ordem Da Lys e Da Águia

Depois de 1934, outras convenções confidenciais se levaram a cabo. Em 13 de agosto de 1939 a FUDOSI se reuniu para tratar o tema da FUDOSFI, organização similar e antagônica liderada por Swinburne Clymer, diretor da Fraternitas Rosae Crucis. A Segunda Guerra Mundial que começou em Setembro de 1939 impediu que estas ordens e fraternidades colaborassem ativamente, assim pagando o preço de extremas dificuldades e perseguições do regime Nazista.

APÓS A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

Em 1946 se realizou um grande conclave outra vez em Bruxelas, com a presença de inúmeras Ordens Iniciáticas. Se transmitiram sublimes mensagens de paz e luminosa esperança pela reconstrução do mundo que emergia da espantosa guerra. Durante este conclave se tratou da necessidade de dirigir em todos os países as Ordens Martinistas e reempossar o muito ilustre Grão Mestre Agustin Chaboseau, falecido em 2 de janeiro de 1946.

Em 14 de agosto de 1951 os Imperadores Grãos Mestres da FUDOSI se reuniram pela última vez. Ficaram plenamente satisfeitos, reconhecendo que a meta da Federação se havia alcançado. Se preparou uma proclamação que foi firmada pelos dignitários executivos da FUDOSI e se anunciou oficialmente a dissolução da citada organização.

O NOME DA FEDERAÇÃO

O nome adotado pelos congressistas foi, em língua francesa, o de "Federation Universelle Des Ordres Et Societés Iniciatiques", e em latim de : "Federatio Universalis Dirigen Ordines Societatesque Initiationis", cujas siglas deram lugar à popular FUDOSI.

A abertura e o fechamento de cada sessão do congresso implicava em que todos os oficiais, legados ou representantes, levassem suas regalias, pompas ou insígnias de sua função e que tiveram lugar diferentes saudações e formas de proceder ritualisticas, participando de toda uma serie de iniciações. A maior parte dos oradores e de todos os dirigentes da convenção eram homens que desempenhavam altas e importantes posições em seus diferentes países, já foram em instituições de educação, tribunais de justiça e professores, homens e mulheres.

Este grande conclave internacional foi uma ocasião de excepcional contato entre alguns dos representantes visíveis da Grande Irmandade Branca, por intermédio de seus mais altos oficiais, Imperadores, Hierofantes, Grãos Mestres e membros dos Conselhos Supremos. Entre os oradores da reunião estava Fr. Wittemans, membro do Senado belga, e autor de una importante obra sobre a tradição Rosacruz, denominada "Nova e Autêntica Historia dos Rosacruzes".

SIMBOLOGIA DO EMBLEMA DA FUDOSI

O símbolo da FUDOSI foi desenhado pelo Imperador Spencer Lewis da AMORC e aprovado pelos restantes congressistas. Representa o ovo místico, que no Egito guardava em seu seio todos os mistérios. Leva em seu centro os dois imãs bipolares representando os dois hemisférios unidos em uma mesma fraternidade espiritual. O emblema agrupa em seu centro um triângulo e um quadrado inacabados, já que todas as iniciações tradicionais, longe de combaterem-se, se complementam admiravelmente para dar ao neófito uma luz única. No meio, a cruz representa a corrente cristã da iniciação, como o quadrado simboliza a iniciação helênica, e o triângulo a Iniciação Martinista.

NOSTALGIA DA FUDOSI

A FUDOSI não existe mais; sem embargo, seu espírito imortal assim segue iluminando porque ela representa um momento fugaz na historia do Esoterismo (1934 a 1951), durante o qual a Grande Loja Branca do Cósmico teve sua contraparte no mundo material, representada pelos mais altos dignitários.

Por quê atrai imediatamente a atenção dos estudantes a menção da FUDOSI? Que misterioso influxo produz esta palavra no coração dos Iniciados? É que ela mostra a Irmandade que existiu uma vez sobre a terra entre distintas fraternidades, e os Iniciados, anelam nostalgicamente essa idade de Ouro de congressos esotéricos e conventículos espirituais que mostraram brevemente que: "OMNIA AB UNO."

Texto extraído do site Hermanubis - O Website Martinista

F.U.D.O.S.I.


Affiliated Organizations & Memberlist Dignitaries (i.a. Supreme Council)

Organizações afiliadas à F.U.D.O.S.I.

1. ORDRE DE LA ROSE+CROIX UNIVERSELLE (Sar Hieronymus)
2. ORDRE DE LA ROSE+CROIX UNIVERSITAIRE (Sar Hieronymus, Sar Elgrim)
3. ORDRE KABBALISTIQUE DE LA ROSE+CROIX (Sar Yesir representing Lucien Mauchel)
4. CONFRERIE DES FRERES ILLUMINES DE LA ROSE+CROIX (Sar Amertis)
5. A.M.O.R.C. U.S.A. (Sar Alden, Sar Emmanuel, Sar Iohannes)
6. MILITIA CRUCIFERA EVANGELICA (Sar Alden)
7. ORDRE ANCIEN ET MYSTIQUE DE LA ROSE+CROIX AMORC-Switzerland (Sar Amertis representing sar Alkmaion)
8. SOCIETE ALCHIMIQUE DE FRANCE (Sar Amertis)
9. ORDRE DES SAMARITAINS INCONNUS (Sar Amertis)
10. ORDRE HERMETISTE TETRAMEGISTE ET MYSTIQUE or ORDRE PYTHAGORICIEN (Sar Succus, Sar Helios)
11. ORDRE MARTINISTE ET SYNARCHIQUE (Sar Yesir)
12. FRATERNITE DES POLAIRES (Sar Yesir)
13. ORDRE MACONNIQUE ORIENTAL DE MEMPHIS-MIZRAIM STRICTE OBSERVANCE (Sar Iohannes, Sar Ludovicus)
14. CO-MASONIC ORDER OF MEMPHIS-MIZRAIM (Sar Laya, Sar Fulgur)
15. L'EGLISE GNOSTIQUE UNIVERSELLE (Tau Targelius=Victor Blanchard)
16. SOCIÉTÉ d'ETUDES ET DE RECHERCHES TEMPLIÉRES (Sar Gregorius)
17. SOCIÉTÉ d'ETUDES MARTINISTES (founded by Sar Lilium)
18. UNION SYNARCHIQUE DE POLOGNE (Dr. Tarlo Mazinski )
19. ORDRE MARTINIST TRADITIONNEL (Sar Augustinus)
20. ORDER OF THE LILY & THE EAGLE (Sar Lilium)


Lista de Dignitários da F.U.D.O.S.I., alguns somente são conhecidos pelo seu "nome místico":

1. SAR HIERONYMUS, Emile Dantinne - Belgium. Imperator .
2. SAR ELGRIM, Jean Mallinger - Belgium. Secretary (Imperator of the '51 Convention*)
3. SAR ALDEN, Harvey Spencer Lewis - U.S.A. Imperator 1934-1939(+)
4. SAR VALIDIVAR, Ralph Maxwell Lewis - U.S.A. Imperator 1939-1951
5. SAR IOHANNES, Hans Grueter - France
6. SAR PURITIA, Jeanne Guesdon - France
7. SAR EMMANUEL, Many Cihlar - Austria
8. SAR YESIR, Victor Blanchard - France. Imperator 1934-1939
9. SAR ARTEMIS, August Reichel - Switzerland. Left in 1935, he later joined Chevillon and Clymer's F.U.D.O.F.S.I. (together with Raoul Fructus, member of the "Sovereign Coucil" of the M.'.M.'. on the '34 Convention, Fructus died in '45 as a victim of the Nazi-occupation)
10. SAR ALKMAION, Edouard Bertholet - Switzerland
11. OR-ZAM PHANAR, Armand Rombauts - Belgium
12. SAR SUCCUS, Francois Soetewey - Belgium
13. SAR HELIOS
14. SAR LUDOVICUS, Colonel Fitau, Consul of Chile, 'died in 1939
15. SAR LAYA
16. SAR FULGUR, Maurice De Seck - Austria
17. SAR GREGORIUS, André Cordonnier - France. Assistant-Imperator on the '46 Convention
18. SAR NITRAM, Lydie Martin - France
19. SAR AGNI, Leon Lelarge - Belgium. Secretary of Emile Dantinne.
20. (MIKAEL) SAR EQUES ROSAE CARITAS, Georges de Lagréze - France
21. SAR PASCAL, Fr. Hutin , died in 1945 (victim of the Nazi-occupation)
22. SAR IGNIS, Nico Wolff - Belgium, died in 1943 (victim of the Nazi-occupation)
23. SAR LAMPAS, Belgium
24. SAR LILIUM, Eugène Dupré - France - 'died in a bombing-raid in 1944
25. SAR APPOLONIUS, Rochat de L'Abbaye - France
26. SAR AUGUSTINUS, Augustin Chaboseau - France. Imperator 1939-1946
27. GALAAD, Jean Chaboseau - France. Son of A.Chaboseau, left in 1947 after he tried to disband the Martinist Supreme Counsil
28. SAR RENATUS, René Rossart - Belgium
29. SAR LEUKOS, U.S.A. President of the "Council of Regency"
30. SAR KRYPTOS, George Delaive - Belgium
31. SAR PHALGOS, Jules Boucher - France
32. SAR PLACIDUS, Frater Coops - the Netherlands
33. SAR SAPIENS, Lucien Francois
and SAR AKHNATON, SAR ESSENIUS, SAR IGNIFER, SAR MARE, SAR SIGNUM, SAR VIATO ...